Cuidar da sua saúde no inverno

Femme qui se frotte les mains en étant à l'extérieur

O inverno traz consigo a sua quota-parte de desafios para a saúde, desde constipações e dores de garganta a gripe, gastroenterite e até covid-19. Para ultrapassar a estação fria da melhor forma possível, é essencial adotar medidas preventivas eficazes e tomar as medidas médicas adequadas para uma melhor saúde no inverno.

Olá, eu sou a Dra. Joy, para o proteger a si e aos que o rodeiam, estou de volta com este artigo.

Vamos ver como proteger a sua saúde durante os meses de inverno e que abordagens médicas funcionam para reforçar o seu sistema imunitário.

O sistema imunitário: o guardião da nossa saúde

O sistema imunitário é a nossa defesa natural contra os invasores nocivos. Composto por células, órgãos e proteínas especializados, trabalha em conjunto para proteger o organismo contra as infeções. As células imunitárias, como os linfócitos T e B, estão entre os principais guardiões, enquanto a memória imunológica permite respostas mais rápidas a ameaças conhecidas. Quando foi infetado com gastroenterite, o seu organismo produziu anticorpos específicos para combater o vírus. Quando, posteriormente, é exposto ao mesmo vírus, a memória imunológica do seu organismo recorda esses anticorpos previamente criados. Como resultado, a resposta imunitária é mais rápida e eficaz, reduzindo a gravidade da infeção ou mesmo evitando-a completamente.

Órgãos estratégicos, como a medula óssea, apoiam a produção de células imunitárias, e proteínas específicas, como os anticorpos e as citocinas, desempenham papéis vitais na luta contra os agentes patogénicos.

Em resumo, a compreensão do papel essencial do sistema imunitário orienta-nos para medidas preventivas eficazes, indispensáveis para manter uma saúde ótima, nomeadamente durante os meses de inverno.

Reforçar o seu sistema imunitário de forma natural para uma melhor saúde no inverno

O inverno pode enfraquecer o nosso sistema imunitário, tornando-nos mais vulneráveis a infeções. Os hábitos de vida saudáveis, como uma dieta equilibrada rica em vitaminas e minerais, um sono adequado e uma hidratação suficiente, são essenciais para reforçar naturalmente a nossa imunidade.

Dicas simples, como a adição de alho e gengibre à dieta, também podem aumentar as defesas naturais do corpo.

A importância do exercício físico no inverno

O exercício físico regular continua a ser crucial, mesmo no tempo frio. Não só ajuda a manter um peso saudável, como também estimula a circulação sanguínea e reforça o sistema imunitário.

Atividades como a caminhada, a natação e o ioga podem ser adequadas ao inverno para garantir uma rotina de exercícios regulares.

Gestão do stress para uma melhor imunidade

O stress pode enfraquecer a nossa capacidade de combater as infeções.

As técnicas de gestão do stress, como a meditação e a respiração profunda, são ferramentas poderosas para reforçar a nossa resiliência face às pressões da vida quotidiana.

Momentos regulares de relaxamento podem ajudar a manter um equilíbrio emocional que é benéfico para a saúde em geral e especialmente para a saúde no inverno.

Eis alguns conselhos de Claire, uma terapeuta de relaxamento e hipnoterapeuta especializada em auxiliar pessoas com hipersensibilidade e neuroatípia.

A respiração de coerência cardíaca é uma ferramenta poderosa para gerir as emoções.

Induz um estado de equilíbrio fisiológico, mental e emocional que leva à concentração e à libertação.

Este método validado neurocientificamente foi desenvolvido pelo Dr. David O’Hare.

Equilibra os dois ramos do nosso sistema nervoso autónomo: o sistema nervoso simpático (alerta/adaptação ao stress) e o sistema nervoso parassimpático (recuperação/cura).

O princípio deste método é o 3-6-5.

Respirar 3 vezes por dia, durante 6 ciclos respiratórios por minuto, durante 5 minutos.

Os benefícios são inúmeros:

  • Gestão do stress e da ansiedade
  • Melhoria da qualidade do sono
  • Etc…

Isto terá um impacto direto na qualidade da sua resposta imunitária.

Uma dieta rica em vitaminas e minerais

A alimentação desempenha um papel central no apoio ao sistema imunitário. Uma dieta equilibrada, rica em vitaminas e minerais, é uma fonte valiosa de nutrientes essenciais.

  • Vitamina C : abundante em citrinos, bagas e vegetais verdes, a vitamina C aumenta a produção de células imunitárias e desempenha um papel fundamental no combate às infeções.

Em Portugal, é a altura ideal para comer laranjas.

  • Vitamina D : frequentemente sintetizada pela exposição ao sol, a vitamina D está também presente nos peixes gordos, nos ovos e nos cogumelos. É crucial para a regulação do sistema imunitário.
  • Zinco : Encontra-se na carne, nas sementes e nas leguminosas. Apoia a função das células imunitárias e participa na resposta inflamatória.
  • Vitamina A : Encontrada nos legumes cor de laranja, como a cenoura e a batata-doce, é essencial para o desenvolvimento e manutenção das células imunitárias.
  • Ferro : Abundante na carne, nos vegetais verdes e nas leguminosas, o ferro é vital para a produção de glóbulos vermelhos, promovendo uma circulação sanguínea saudável, que é essencial para o transporte de células imunitárias.

Uma dieta equilibrada, incluindo uma variedade de frutas, legumes, fontes de proteínas magras e cereais integrais, fornece os nutrientes necessários para o bom funcionamento do sistema imunitário e melhorar a sua saúde no inverno.

Conselho de Élodie, nutricionista no Alegria Médical Center: No inverno, procuro dormir o suficiente e não negligencio o desporto. Aproveito o sol o mais cedo possível e reforço os meus aportes de ómega-3 com sardinhas, ovos de qualidade e até com um suplemento alimentar !

Terapia da luz, a nossa fonte de vitamina D

Com dias mais curtos, a terapia da luz pode ajudar a compensar a falta de luz natural, ajudando a regular o humor e os ciclos de sono.

Como vimos acima, a exposição moderada ao sol é crucial para a síntese da vitamina D. Esta desempenha um papel central na regulação do sistema imunitário. Devem ser tomadas precauções para evitar os efeitos nocivos dos raios UV, mas a toma de suplementos pode ser considerada quando a exposição solar é limitada.

Em Lisboa, temos a sorte de ter um inverno ameno que nos permite expor os braços e o rosto durante cerca de trinta minutos por dia (sempre com proteção solar).

Soluções médicas preventivas

  • Vacinação
    As vacinas contra a gripe e outras vacinas recomendadas podem desempenhar um papel fundamental na prevenção das doenças de inverno. Ajudam a reduzir a gravidade dos sintomas e a evitar complicações.
  • Suplementos alimentares
    Algumas vezes, certas vitaminas e minerais não são fornecidos em quantidades suficientes para o organismo. Este pode ser o caso da vitamina C, do zinco e dos probióticos, que podem reforçar o sistema imunitário. Nestes casos, pode adicionar suplementos alimentares à sua rotina diária.

No entanto, é fundamental consultar um profissional de saúde antes de iniciar qualquer programa de suplementação.

5 medidas a tomar se tiver uma constipação, tosse ou dor de garganta

Mesmo com as melhores precauções, por vezes é difícil evitar as doenças comuns do inverno, como constipações, tosse e dores de garganta. Quando confrontado com estes desconfortos, a adoção destes passos simples pode ajudar a acelerar o processo de cura e a reduzir os sintomas.

  1. Descanso e hidratação

Dê ao seu corpo o tempo necessário para recuperar, descansando o suficiente. A hidratação também é crucial. Bebidas quentes, como chá com mel ou uma sopa, podem aliviar a dor de garganta e mantê-lo bem hidratado.

  1. Gargarejo com solução salina

Fazer gargarejos com água salgada é um remédio antigo, mas eficaz. Adicione meia colher de chá de sal a um copo de água morna e use-a para gargarejar várias vezes ao dia. Isto pode ajudar a reduzir a inflamação e a aliviar as dores de garganta.

  1. Inalação de vapores

A inalação de vapor é uma forma calmante de aliviar a congestão nasal. Mantenha a cabeça sobre uma taça de água quente, cubra-a com uma toalha e respire profundamente. Pode também adicionar algumas gotas de óleo essencial de eucalipto ou hortelã-pimenta para um efeito descongestionante extra.

Os óleos essenciais não são recomendados para epilépticos, asmáticos, mulheres grávidas ou crianças com menos de 6 anos. Fale com o seu médico.

  1.  Utilização de pastilhas ou de xaropes

As pastilhas para a garganta ou os xaropes para a tosse podem proporcionar um alívio temporário dos sintomas. Prefira produtos que contenham ingredientes calmantes como a menta, o mel ou o glicerol para ajudar a acalmar a tosse e a garganta.

  1. Consulta médica, se necessário

Se os sintomas persistirem ou se agravarem, não hesite em consultar um profissional de saúde. Um médico pode recomendar tratamentos específicos ou determinar se existem complicações que exijam uma atenção especial.

 

O inverno não tem de ser sinónimo de dores e doenças.

Graças a medidas preventivas como o reforço do sistema imunitário, a gestão do stress e a prática regular de exercício físico, bem como a soluções médicas judiciosas, podemos atravessar esta estação com uma saúde ideal.

Consulte sempre um profissional de saúde para um aconselhamento personalizado e adapte estas recomendações às suas necessidades individuais. Ao cuidarmos da nossa saúde durante o inverno, estamos mais bem equipados para aproveitar ao máximo a estação, mantendo-nos em boa forma.

Bom inverno,

Dra Joy !

 

Estas informações não substituem o aconselhamento médico.

Deve procurar o conselho do seu médico ou de outro profissional de saúde qualificado para quaisquer questões que possa ter relativamente ao seu estado de saúde.

Nossas novidades